Por quê meu bebê leva tudo à boca?

Desde que o bebê nasce até sua idade madura, tudo o que ele conhecerá do mundo será aquilo que ele experimentou por meio dos sentidos. Na medida em que ele se desenvolve, torna-se  um habilidoso explorador. Sua curiosidade e seu desejo de tocar tudo o que vê e o que sente vai aumentando progressivamente. Isto é ótimo, porque quanto mais experiências sensoriais, maior será sua  reserva mental. Essa riqueza sensorial beneficiará o pensamento, a memória, a linguagem entre outras funções superiores.

Entre os 6 aos 12 meses nossos bebês diverte-se conhecendo o mundo, explorando os objetos através da boca. Tudo o que encontra pelo caminho e que desperta sua curiosidade será automaticamente agarrado e levado até a boca. Ele ainda não sabe diferenciar se este objeto que está explorando é um alimento ou não, o que lhe interessa é poder tocá-lo, sentir sua textura, a consistência, a forma, a temperatura, o sabor, e assim aumentar a bagagem de informação do mundo que o rodeia.  

É muito comum encontrar um adulto junto a um bebê, que está a ponto de colocar um objeto na boca, chamando sua atenção: “tira isso da boca”, ou simplesmente dizendo-lhe: “não pode”.

Para um bebê nesta idade, essa ordem não faz nenhum sentido e, por isso, à vezes ele nem olha  e continua na sua exploração, afinal está no auge do seu descobrimento. Esta cena torna-se ainda mais comum quando o bebê começa a ganhar certa independência ao engatinhar e andar. E agora, o que fazer? Além de alguns cuidados que vamos abordar mais abaixo, o ideal seria se nós adultos utilizássemos de estratégias (como por exemplo explicar que este objeto pode machucá-lo e por isso lhe dará outro brinquedo que não lhe ofereça perigo), dessa forma evitaríamos os gritos e o constante uso da palavra “não”. Ao permitir esta exploração estamos promovendo o descobrimento de novas sensações e a aquisição de novas aprendizagens.

Porém, neste momento é indispensável a organização e a preparação da casa, retirando os possíveis perigos: objetos pequenos ou cortantes precisam estar fora de seu alcance, tomadas com tampas que não saiam com facilidade, proteção nos armários que contenham os produtos de limpeza e os medicamentos (se querem saber mais do tema de Ambiente Preparado clique aqui).

Outro tema importante para esta etapa (nesta e para todas as outras) é a atenção redobrada com a limpeza da casa e de seus brinquedos.  Ah, e os brinquedos devem ser apropriados a sua idade,  porque podem vir com peças pequenas e ao colocar na boca provocam engasgo.

Pode parecer exagero, mas até suas roupas devem ser revisadas. Os botões devem estar fortemente costurados, por isso prefira os botões de pressão. Não duvide da força do seu bebê….

O melhor momento para deixar que ele explore com a boca com tranquilidade e sem chamadas de atenção, é no momento da comida. 

Permita que ele toque o macarrão com as mãos, aperte a batata cozida e veja como ela sai entre os dedos, coloque o dedo no suco de laranja, esfregue as mãos molhadas na mesa. Vai fazer sujeira, com certeza. E é por isso que a correria do dia a dia, muitas vezes nos impede de favorecer este momento, sendo muito mais fácil e prático senta-lo na cadeirinha e colocar toda a comida na sua boca.  Mas vale a pena tentar organizar nossa semana e permitir que isso ocorra (se não é possível uma vez ao dia) pelo menos 3 vezes na semana (quem sabe na hora de jantar, antes do banho).

Vale a pena lembrar que além da exploração do bebê através da boca, temos que considerar que seus dentinhos estão por sair e que suas gengivas estão extremamente sensíveis, e uma forma que eles tem de amenizar este incomodo é chupando ou mordendo coisas, pois alivia a tensão provocado pela dor. Ofereça mordedores macios, dispensadores de frutas ou água, que possam ser levados à geladeira e assim refrescar suas gengivas.

Mas não se desesperem mamães e papais, que não vai ser sempre assim . A medida que seu bebê cresce, suas mãos ganham protagonismo, assim como a exploração visual e a capacidade de manipular objetos.  E por volta dos 2  anos, (sim terá que esperar até os 2 anos, embora alguns autores dizem que esta fase vai até os 3 anos…) deixará de levar tudo na boca. Ele vai entrar em outra fase de exploração do mundo, a fase dos “por quês“.

E seu bebê, já levou muita coisa até a boca? Qual a sua estratégia ? Escreva aqui nos comentários.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.